Proposta de um conceito de aprendizagem para a era digital / Proposal a concept of learning for the digital age

Main Article Content

Andressa Foresti Adriano Canabarro Teixeira

Resumen

Este artigo tem como objetivo recompilar os conceitos de aprendizagem de Paulo Freire, Seymour Papert e George Siemens para a proposta de um conceito de aprendizagem para a era digital. Nesse entendimento, constata-se que Freire defende uma educação problematizadora, tendo como principais elementos: conscientização, reflexão e ação, cujas teoria e prática, indissociáveis, fundamentam a práxis. Os sujeitos assumem um papel fundamentado em uma metodologia conscientizadora e dialógica. Papert fundamenta-se na inserção dos computadores em sala de aula, tendo como principal elemento a interação que, através do processo da experiência, pode-se criar um contexto propício para descobertas e de motivação ao diálogo, cujos sujeitos exercem um papel de leitura do mundo e resolução de problemas. Siemens é adepto da teoria de aprendizagem conectivista, que ocorre através das redes de conexões que o sujeito forma, tendo como principal elemento a capacidade de formar conexões e o reconhecimento de padrões.  Relacionando as ideias desses três autores e como resultado deste estudo, evidencia-se que a aprendizagem na era digital deve ter como principal elemento a criação de estratégias eficazes, tendo como processo constituinte a autoria colaborativa, a conectividade e a interatividade, dentro de um contexto de interação, comunicação e feedback. Os educandos devem assumir um papel de nó ativo na rede e o educador promover e orientar a aprendizagem, com vistas à inteligência coletiva.

Abstract

This article aims to recompile the concepts of learning from Freire, Papert and Siemens, in order to propose a concept of learning for the digital era. Freire defends a problematizing education, having as main elements: awareness, reflection and action, whose theory and practice ground praxis. The subjects play a role based on a methodology of dialogue and awareness. Papert’s work is based on the insertion of computers in the classroom, having as main element the interaction that, through the process of experience, we can create a propitious context to discoveries and motivation to dialogue, whose subjects play a role of troubleshooting and reading of the world. Siemens is adept to the connectivist learning theory, which occurs through networks formed by the subject, having as main element, the ability to form connections and pattern recognition. Relating the ideas of these three authors and as a result of this study, it is evident that learning in the digital era must have as its main element the creation of effective strategies, having as a process member the collaborative authoring, connective and interactivity, within a context of interaction, communication and feedback. The learners must play a role of active node in the network, and the educator must promote and guide learning, aiming at collective intelligence.

Article Details

##submission.howToCite##
FORESTI, Andressa; CANABARRO TEIXEIRA, Adriano. Proposta de um conceito de aprendizagem para a era digital / Proposal a concept of learning for the digital age. Revista Latinoamericana de Tecnología Educativa - RELATEC, [S.l.], v. 11, n. 2, p. 55-68, dic. 2012. ISSN 1695-288X. Disponible en: <http://relatec.unex.es/article/view/919>. Fecha de acceso: 24 sep. 2017
Palabras clave
Aprendizagem; Aprendizagem Assistida por Computador; Aprendizagem On-line; Internet; Novas Tecnologias Aplicadas à Educação.
Sección
Artículos